SBBD & SBES

Anos Anteriores
Clique aqui para ver os anos anteriores:
2007 | 2006 | 2005
 
Apresentação arrow Minicursos
Minicursos

1. Title: "Aspect-Oriented Software Development

Beyond Programming: Lessons Learned and New Applications" 


Apresentador:  Alessandro Garcia (Lecturer in the Computing

Department at Lancaster University (UK))


Abstract: It is usually assumed that certain kinds of crosscutting concerns can be always better modularized and maintained through the use of aspect-oriented software development (AOSD). For instance, exception handling and several well-known design patterns are often cited in introductory AOSD texts as the "killer applications" of aspect-orientation. However, there is no empirical evidence about the scalability of aspect-oriented (AO) mechanisms in key software lifecycle activities, such as: (i) aspectual composition of design patterns, (ii) incremental aspectization of evolving crosscutting concerns, and (iii) architectural design of evolving applications or product lines. After introducing the basic concepts of AOSD, this course will summarize recent results and lessons learned from several in-depth studies on the adequacy of AOSD for handling fundamental crosscutting concerns across and beyond programming. Our family of studies consisted in comparing non-AO and AO artefacts of existing realistic applications from distinct domains, including the CVS plugin, a Web-based information system, a reflective middleware, a mobile media product line, and a measurement tool. Our quantitative and qualitative assessments were based on a number of modularity, conciseness, and stability measures. Our investigation also included multi-perspective analyses of the target systems, including (i) the reusability of the aspectized code, (ii) the beneficial and harmful aspectization scenarios, and (iii) the scalability of AOSD in the presence of complex aspect interactions and varied system changes. Finally, this course will embrace some emerging challenges on the empirical assessment of aspect-oriented techniques throughout the software lifecycle, from requirements engineering and architecture design to implementation and evolution.

 

2. Título: "Aspectos críticos na adoção de SOA"


Apresentadores: Kleber Bacili (Instituição: Diretor de Tecnologia da DigitalAssets) e

Maurício Borges (Instituição: Gerente de Tecnologia da Ci&T Software) 


Resumo/Tópicos:

       - Abertura e contextualização

       - Arquitetura Corporativa de TI e SOA (arquitetura corporativa, arquiteturas tecnológicas de referência de TI, frameworks arquiteturais,          componentização, padrões, reutilização)

       - Passo-a-passo na adoção de SOA

       - Governança SOA

       - Infra-estrutura mínima

       - Fatores críticos de sucesso e fechamento

 


3. Título: "Evolução de Banco de Dados em Métodos Ágeis"

Apresentador: Helves Domingues(IME/USP), João Eduardo Ferreira (IME/USP) e

Fabio Kon (IME/USP)

Resumo: A evolução de bancos de dados com a utilização de técnicas ágeis em ambientes de produção de sistemas de  informação tem ressuscitado vários temas tradicionais da área de banco de dados e engenharia de software. A evolução de esquemas de dados é um tema muito conhecido e estudado na área de banco de dados. Entretanto, quando associamos instâncias de dados aos esquemas de dados, tal evolução deve levar em consideração transformações e conseqüente migrações de dados. Essas transformações e migrações de dados têm vários significados. Desde uma simples alteração do nome de um atributo até um novo valor semântico ou novas funcionalidades.

Alguns autores defensores dos métodos ágeis restringem-se ao conceito de efatoração de banco de dados. Para alguns desenvolvedores de banco de dados tais refatorações não atendem aos principais desafios de alterações dos bancos de dados em produção. O aspecto mais controverso é a capacidade de volução e adaptação do modelo de dados diante das significativas alterações os requisitos do sistema.

Se os erros na concepção do projeto conceitual de banco de dados forem evitados de modo a diminuir as mudanças, o conceito de refatoração para o banco de dados é aplicável. Entretanto, não se pode restringir a evolução do banco de dados a pequenas alterações, principalmente tendo em vista as mudanças constantes de requisitos de sistema de informação sob perspectiva de um ambiente ágil de desenvolvimento de software. Este mini-curso além de abordar as técnicas de refatoração de banco de dados, apresentará alternativas para transformações e migração de dados tendo em vista mudanças significativas do banco de dados.

 

4. Título: "Arquitetura Orientada a Serviços & Gerência de
Processos de Negócio"


Apresentador: Paulo F. Pires (DIMAp/UFRN)


Resumo: Serviços Web (Web Services) são atualmente a tecnologia chave que sustenta o paradigma da Arquitetura Orientada a Serviços (Service Oriented Architecture – SOA). Serviços Web podem ser definidos como programas modulares, independentes eauto descritivos, que podem ser descobertos e invocados através da Internet ou de uma Intranet Corporativa. O objetivo desse minicurso é apresentar as tecnologias e ferramentas que sustentam o conceito de Serviços Web, e apresentar de que forma tais conceitos e tecnologias podem ser utilizados no desenvolvimento e execução de processos de negócio. Os tópicos abordados neste minicurso representam importante conhecimento para um público de cursos de graduação em informática e ciência da computação, visto que constituem uma real tendência para o desenvolvimento e integração de sistemas no ambiente Web atual.

Tópicos:

1. Introdução a SOA e Serviços Web

(a) Protocolos e Especificações W3C: XML, SOAP, WSDL, e UDDI.

(b) Comparações com outros padrões: JEE, .NET, CCM (CORBA).

2. Serviços Web como uma ferramenta para o comércio eletrônico:

(a) Especificações para modelagem de processos de negócio baseados em serviços Web: BPEL.

3. Serviços Web Semânticos

(a) Introdução a Web semântica: Ontologias, OWL, OWLS, SWSF

(b) Processos de negócio baseados em Serviços Web Semânticos

 

5. Title:  "Service-Oriented Architecture for
Quality-Oriented Architects"


Apresentador: Paulo Merson (Software Engineering Institute (SEI))


ABSTRACT: Are you involved in the development of applications using the service-oriented architecture (SOA) approach, or are you considering SOA in your next project? Do you believe architecture evaluation is important because, among other benefits, it detects problems that are much harder to fix once the implementation is in place? If you answered "yes" to both questions, please join us in this session where we'll provide practical information for the creation and evaluation of the architecture of an SOA system. Topics covered include: SOA architectural approaches for integration (point-to-point versus ESB), communication approaches (SOAP, REST, messaging systems), use of BPEL, static versus dynamic Web services, service granularity, synchronous versus asynchronous services, security, legacy systems integration and service versioning. For each design topic, we'll discuss the pros, cons and tradeoffs of the alternatives. We will also discuss how to describe an SOA architecture. Disclaimer: a lot of talks and articles about SOA just tell you that SOA help achieve your business goals, reduce costs of your IT strategic plan, improve your business processes, integrate your enterprise services, leverage your IT infrastructure, and so on. This tutorial is different. We skip that part and go straight to the technical architectural topics that are most relevant with respect to how SOA works.

 

6. Titulo: "Introdução a Sistemas de Busca para a Web"

Apresentador: Edleno Silva de Moura  (UFAM)

Resumo: O curso terá como foco temas básicos relacionados ao desenvolvimento de sistemas de busca para a Web, incluindo discussão sobre formas de avaliação de resultados, uma introdução aos principais modelos de recuperação de informação utilizados hoje e uma discussão sobre algoritmos e estruturas de dados básicas para a implementação de sistemas de busca. As formas de avaliação de sistemas de busca discutidas servem também para a avaliação de resultados de experimentos em outras áreas de pesquisa relacionadas a banco de dados, tais como em experimentos de integração de esquemas, deduplicação e busca aproximada em base de dados, dentre outros. Espera-se como resultados que os participantes possam tanto ter uma visão geral sobre a área de busca como também ter base para poder se aprofundar mais no assunto e iniciar trabalhos de pesquisa relacionados ao tema.

 

7. Título: "Fundamentos da Web Semântica"

Apresentador: André Santanche (UNIFACS)

Resumo: A Web Semântica é resultado de um encontro de concepções e tecnologias nos domínios da Web e representação do conhecimento, entre outros. Para compreender o seu potencial e seus limites é importante entender como tal encontro permitiu o enriquecimento de semântica na Web, a construção de ontologias compartilhadas por todo o mundo, e como isto pode ser usado para dar mais poder e autonomia a programas, que se tornam capazes de interpretar os dados trocados através da Web sob uma nova perspectiva. Com este propósito, este mini-curso fará uma síntese das principais noções e tecnologias que envolvem a Web Semântica, enfatizando a forma como tecnologias Web foram associadas a princípios e modelos de representação do conhecimento, e suas repercussões. O eixo principal da apresentação se fará sobre as linguagens da Web Semântica: RDF e OWL, a partir das quais serão explorados conceitos e tecnologias associados.

 

8. Título: "Serviços Web Semânticos"

Apresentador: Renato Fileto (UFSC), Frank Siqueira (UFSC)

Resumo: A computação orientada a serviços vem se popularizando atualmente no desenvolvimento de soluções envolvendo a interoperabilidade de sistemas, com acoplamento fraco e dinâmico de componentes de software. Concomitantemente, as pesquisas em Web semântica começam a oferecer contribuições para a catalogação e busca de recursos na Web, mediante o uso de ontologias, anotações semânticas e inferência sobre as mesmas. Serviços Web e Web semântica tiram vantagem da onipresença da Web e baseiam-se em padrões e protocolos abertos propostos por organismos como o W3C. A junção dessas duas áreas, na área de serviços Web semânticos, visa contribuir para a montagem e execução de processos envolvendo a cooperação de diversos serviços dispersos sobre a Web. O desfio é apoiar a busca, a seleção e a composição de serviços, usando descrições semânticas desses serviços. Este curso apresenta conceitos, padrões e tecnologias relacionados a serviços Web semânticos, analisa tendências em abordagens e ferramentas sendo desenvolvidas atualmente nesta área e ilustra o seu potencial de aplicação em alguns estudos de caso.

 


9. Título: "XML Nativo"

Apresentadora: Mirella M. Moro (UFMG)

Resumo: Este minicurso apresenta a tecnologia XML do ponto de vista de gerenciamento de banco de dados nativo, ou seja, sem usar um banco de dados relacional como base. É apresentada uma breve introdução ao XML seguido de discussões sobre a extração e o armazenamento de dados em SGBDs nativos. O minicurso aborda os seguintes tópicos: 1) XML conceitos básicos; 2) Modelo de dados XML; 3) Armazenamento de dados XML; 4) Técnicas para consulta a dados XML.

10. Título: "Visual Data Mining"

Apresentadores: Agma Juci Machado Traina (USP), José Fernando Rodrigues Jr. (ICMC-USP), Caetano Traina Junior (USP)

Resumo: Mineração de Dados corresponde à aplicação de técnicas de análise sobre grandes conjuntos de dados, visando identificar padrões e recuperar informação útil representada no conjunto que não pode ser diretamente obtida por consultas convencionais.  As técnicas utilizadas são em geral baseadas no processamento numérico dos dados, e portanto cada uma delas parte do pressuposto de como os dados se comportam. Se o pressuposto de fato ocorre nos dados, os processos baseados nas técnicas empregadas muito provavelmente irão encontrar informações interessantes. No entanto, nem os dados, nem as técnicas, são usualmente intuitivas, e usuários menos experientes podem acabar não obtendo nada útil em suas tentativas de minerar dados que ele não conhece bem.

A visualização dos dados, e a execução de processos baseados em técnicas visuais abordam o problema de modo mais intuitivo, tendo por objetivo disponibilizar meios do usuário minerar seus dados, ao mesmo tempo em que obtém uma perspectiva visual tanto dos processos de mineração quanto de seus próprios dados. O propósito da utilização da visualização nesse processo é combinar as habilidades da exploração da mente humana com os poderosos recursos computacionais, já que o ser humano tem uma boa capacidade para interpretar dados representados de forma gráfica, e tem a sabedoria de reconhecer o conhecimento associado aos dados. O desafio das técnicas de mineração visual de dados é prover um mecanismo eficiente e intuitivo para o prover uma real compreensão dos dados ao usuário, lembrando que os dados atualmente presentes nos sistemas computacionais são inerentemente complexos e de alta dimensionalidade. Este Minicurso irá apresentar as principais técnicas de mineração e visualização de dados, e apresentar algumas ferramentas disponíveis para se executar a Mineração
Visual de Dados.

11. Título: "Ajuste de Performace em Sistemas de Banco de Dados"

Apresentador:  Angelo Brayner (Universidade de Fortaleza)

Resumo: Atualmente, as aplicações que acessam sistemas de banco de dados (SBDs) demandam uma carga de trabalho muito alta por parte dos SBDs. Esta alta carga de trabalho é motivada por três diferentes requisitos: (i) necessidade de gerenciar um grande volume de dados; (ii) executar alto número de transações concorrentes, garantido uma alta vazão (transações executadas com sucesso por unidade de tempo), e; (iii) executar consultas complexas com baixo tempo de resposta.
Mesmo que um determinado sistema de banco de dados apresente boa performance para uma dada carga de trabalho em um dado momento no tempo, tal performance pode ser degradada em função de mudanças no cenário de execução do SBD. Por este motivo, faz-se necessário a execução de tarefas que façam com o SBD volte a apresentar uma boa performance. Estas tarefas podem ser executadas em três diferentes níveis: hardware, parâmetros do sistema de banco de dados, projeto (físico e lógico) do banco de dados.
 É objetivo deste mini-curso identificar fontes de degradação de performance (ou gargalos) de SBDs e a descrição das tarefas, nos três níveis supracitados, para eliminação de gargalos. Para tanto, faz-se necessário a apresentação e discussão de conceitos da área de banco de dados, como indexação e controle de concorrência. Tais conceitos têm impacto direto na performance de sistemas de banco de dados, como será mostrado ao longo do mini-curso. Serão apresentados exemplos práticos sobre os SBDs Oracle e SQL Server.

12. Título: "Gerenciamento de Dados em Redes de Sensores sem Fio"

Apresentador: Angelo Brayner (Universidade de Fortaleza) 

Resumo: Uma Rede de Sensores Sem Fio (RSSF) consiste de um ou mais grupos de dispositivos de sensoriamento sem fio ou de aquisição contínua de dados interligados em rede [1]. Esses tipos de dispositivos sensores normalmente possuem arquitetura simples e altamente especializada, sendo comumente utilizados em aplicações relacionadas à área ambiental, médica, industrial e militar. Uma RSSF pode ser genericamente caracterizada por: (i) possuir uma grande quantidade de nós densamente organizados; (ii) adotar uma comunicação broadcast; (iii) ter uma topologia freqüentemente alterada e; (iv) ser composta por sensores de arquiteturas simples, propensos a falhas, com restrições de energia, memória e capacidade de processamento [1].
Nos últimos anos, observa-se um crescente interesse em aplicar soluções existentes na tecnologia de banco de dados em RSSFs. A idéia é visualizar uma rede de sensores como um grande banco de dados distribuído. Só que no caso de RSSFs, os dados não estariam estaticamente armazenados, mas se apresentariam como um fluxo contínuo de dados (data stream). Neste cenário, consultas são submetidas à rede através de um computador central (estação-base), que é um nó robusto quanto à capacidade de processamento e armazenamento. Em resposta, dados são coletados do ambiente pelos nós-sensores e passados de um nó para o outro, até alcançarem a estação-base, onde o resultado da consulta é finalmente disponibilizado ao usuário requisitante da informação. Desta forma, observa-se que o nó-sensor, a infra-estrutura de comunicação e a estação-base são pontos críticos em uma RSSF.
A contribuição da tecnologia de banco de dados para as RSSFs está presente, principalmente, na aplicação de técnicas de processamento de consultas, as quais podem ser capacitadas a disponibilizar resultados de consultas incrementalmente, além de promover o uso eficiente dos recursos dos nós da rede. A produção incremental de resultados é importante, particularmente, quando se admitem consultas denominadas contínuas, as quais são permanentemente executadas e os seus resultados continuamente atualizados e entregues ao usuário. O uso eficiente dos recursos da rede pode ser obtido com a aplicação de operações sobre os dados, como agregações ou junções, as quais busquem reduzir o volume de dados enviados através da rede. O tempo de vida de um nó-sensor é extremamente dependente da disponibilidade de energia da sua bateria. Visto que o consumo de energia é proporcional ao volume de dados transmitido ou recebido pelo nó, o uso de estratégias que resultem em um menor volume destes dados transmitidos pode levar a economias significativas de energia, contribuindo para aumentar a sobrevida do nó-sensor.

 

 

 

 

 

 

 

Datas Importantes

SBBD:
• Registro de Artigos : 05/05/2008
O sistema JEMS estará aberto para registro de artigos para o SBBD 2008 o dia 6 de Maio, às 12:00h.
• Submissão de Artigos : 16/05/2008
• Notificação aos Autores : 26/07/2008
• Envio da Versão Final : 15/08/2008


SBES:
• Registro de Artigos : 06/05/2008
• Submissão de Artigos : 12/05/2008
• Notificação aos Autores : 08/07/2008
• Envio da Versão Final : 25/07/2008

News

Incrições Abertas
Thursday, 18 September 2008

Details ...

Programação preliminar dos eventos está disponível
Thursday, 18 September 2008
A programação preliminar dos eventos está disponível. Veja Details ...

Melhores Artigos em Edição Especial de Periódico Internacional
Thursday, 18 September 2008
Neste ano, os autores dos melhores artigos serão ... Details ...

By DigitalAssets
© 2010 SBBD e SBES